sábado, 23 de abril de 2016

Canção de mim mesmo [Walt Whitman]



CANÇÃO DE MIM MESMO
[Folhas de Relva]

47 (trecho)



Sou o professor de atletas,
Aquele que graças a mim tem seu torso avantajado, mais que o meu, prova a largura de meu torso,
Aquele que mais honra meu estilo é o que aprende com ele a destruir o professor.

O rapaz que amo torna-se um homem, não por algum poder emprestado, mas por mérito próprio,
Antes iníquo que virtuoso por conformidade ou medo,
Afetuoso por sua namorada, saboreando bem o seu bife,
Amor não correspondido ou desprezo ferem-no mais que aço afiado,
Primeira classe para cavalgar, lutar, bater nos olhos do búfalo, navegar um esquife, cantar uma canção ou tocar banjo,
Preferindo as cicatrizes e a barba e os rostos manchados pela varíola a todas as espumas,
E os bem bronzeados a aqueles que se mantêm longe do sol.

Ensino que se desviem de mim, contudo quem pode se desviar de mim?




----------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas, Brazil
um contador de histórias...