sábado, 30 de abril de 2016

des-compassos-entendimentos-amor [Renata de Aragão Lopes]


Esses dias eu andei meio de coração partido. E a poesia é sempre uma ótima conselheira nesse momento. Para espanar a mágoa e o orgulho. A Renata de Aragão Lopes é uma das minhas poetisas preferidas e escreveu alguns bonitos versos sobre as brigas de amor. Os poemas abaixo podem ser encontrados no livro "Doce de lira - poesia à mesa". 






M'ÁGUA

ele falou sem pensar. e a magoou.
ela pensou sem querer. e se trancou.
a moça
tranca mágoas
no fundo de si.

ele quis se desculpar. e a abraçou.
ela desculpou. e não sorriu.
a moça magoada
nem mesmo abraçada
sorri.

moça
tem coração-poço.
moço
tem coração-poça.
o poço é profundo,
a poça é rasa.
a moça represa,
o moço vaza.
ele seca,
ela alaga.

----------

SOBRAS

eu tenho ficado
com o cansaço,
o sumo
que sobrou no bagaço,
o resumo
riscado,
o trocado,
o farelo.
por que
se mereço
tanto?
quer sol quem dá amarelo.
quer som quem oferece o canto.
quer colo quem divide a cama
quer amor quem ama.

---------


B.O.

estou de poucas palavras:
tramela.
a-penas
algumas vogais
escapam das celas.
abertas,
elas gritam ao mundo
o que me cala:
queria um coração
à prova de balas.


---------

conheça o blog e a fanpage do DOCE DE LIRA


----------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas, Brazil
um contador de histórias...